Dicas Monitoramento de Redes Sociais

5 mitos sobre o monitoramento de redes sociais

pexels-photo
0

Apesar de ser amplamente aceito no mercado como uma importante ferramenta do marketing digital, em alguns casos isolados, o monitoramento de redes sociais ainda é questionado por profissionais mais tradicionalistas e principalmente por clientes que ainda não entenderam a importância deste recurso.

Algumas dúvidas são colocadas nessas situações e acabam se tornando debates sobre o tema. Porém, com as ferramentas e tecnologias atuais, essas questões não são mais do que ideias equivocadas. A seguir vamos explorar os mitos sobre o monitoramento das redes sociais.

Mito 1: A triagem das redes sociais é superficial

Utilizando as ferramentas e procedimentos adequados, ocorre justamente o contrário. O volume de dados compartilhado todos os dias nas redes sociais é gigantesco e aqueles que monitoram da forma adequada e com as ferramentas corretas podem levar a busca a níveis bastante profundos e específicos, através da mineração de dados.

As redes sociais são uma fonte praticamente inesgotável de dados, mais precisamente, de Social Big Data. Através de uma ferramenta com a capacidade de coletar e filtrar conteúdo relevante, as empresas podem extrair daí valiosíssimas informações para o planejamento e monitoramento de suas ações de marketing, além de outros insights como verificação das ações de concorrentes e tendências de consumo de segmentos específicos.

Mito 2: Não é possível interpretar grande volume de dados na rede

Outro mito criado com base em tentativas frustradas de ações com ferramentas básicas. Como dito acima, realmente o volume de dados disponível nas redes sociais é muito grande, o que impede o seu tratamento (filtragem, seleção, classificação) de forma manual ou mesmo através de ferramentas que não oferecem um nível de coleta e análise de grande volume de dados adequado.

Se não houver uma interpretação completa do Social Big Data, as análises e posteriores decisões serão apenas hipóteses, gerando desperdício de esforços e dinheiro. Isso pode ser evitado utilizando uma ferramenta de mineração de dados que faz uma análise do todo, realiza o cruzamento de informações e constrói visualizações interativas e descomplicadas, apontando para insights até então não imaginados.

Além disso, com uma ferramenta de mineração de alto nível é possível extrair dados em qualquer idioma e classificá-los de forma customizável para diferentes contextos, bastando que você “ensine” como deve categorizar e ela passa a repetir a função de forma automatizada.

Mito 3: Monitoramento de redes sociais não se reflete em vendas

É importante não confundir o impacto do monitoramento de redes sociais em vendas com a capacidade de mensuração deste impacto. Utilizando a mineração e a interpretação de dados mencionadas acima de forma adequada, deve-se, então, passar a utilizar as informações obtidas para traçar e corrigir rumos de estratégias para ganhar mais destaque, captar mais cliente, dentre outras. E qual o objetivo destas estratégias senão aumentar as vendas?

Estratégias eficientes de monitoramento de redes sociais devem sim resultar em aumento de vendas. Mas para isso é necessário planejar bem o uso dos dados. Outro detalhe é que muitas vezes é difícil mensurar este impacto, visto que o resultado não ocorre de forma imediata, mas posteriormente.

Mito 4: Não há utilidade para o monitoramento de redes sociais em gestão de crises

É um grande erro acreditar nisso. O monitoramento de redes sociais pode evitar grandes prejuízos na medida em que proporciona detectar eventuais crises em estágios iniciais. Isto, no ambiente online, é de grande importância.

A viralização de conteúdos online segue padrões muito claros: até um certo momento, o volume de menções segue um ritmo de crescimento moderado, mas quando atinge um certo “ponto de desequilíbrio”, pode explodir em milhares de menções ou mais. No caso de situações positivas para a marca é ótimo. Mas em contextos de impacto negativo, detectar o potencial viral antes que ele exploda pode fazer a diferença para se evitar uma crise online.

Mito 5: Monitorar redes sociais é muito trabalhoso

Mais um mito relacionado à escolha errada de ferramentas. O monitoramento pode ser realmente muito trabalhoso quando se utiliza plataformas que não fornecem a customização adequada, nem possibilitam a interpretação automatizada de dados.

Através de excelentes ferramentas você poderá compreender de forma abrangente e prática o Social Big Data relacionado ao seu segmento, pelo inteligência artificial e mineração de dados que permitem uma análise completa e clara de todo o conteúdo disponível.

Baixe_aqui_seu_Ebook