Big Data Monitoramento de Redes Sociais

A influência do Big Data Analytics na publicidade da sua empresa

0

Basta digitar a expressão “Big Data” no Google para encontrar termos como “algoritmos avançados”, “incrível velocidade de processamento”, “alta capacidade de tratamento de dados”, dentre outros.

Essa “obra de arte” da TI, apesar de despertar o brilho nos olhos de vários gestores modernos, não está ainda internalizada na mente de grande parte dos tomadores de decisão, que não sabem ao certo o que fazer com as informações fornecidas por meio do trabalho em Big Data Analytics.

Quem diz isso é o estudo da The Economist Intelligence Unit, que revela que 35% dos executivos entrevistados colocam como principal obstáculo para uso da mineração de dados a falta de conhecimento de como utilizá-la em setores específicos.

Pensando nesse dilema dos gestores modernos, mostraremos alguns dos usos dessa ferramenta imprescindível no universo corporativo atual. Mas vamos aos poucos. Hoje você irá aprender alguns usos do Big Data Analytics na área de Publicidade, Propaganda e Marketing! Mas nada de teoria, ok? Vamos lhe mostrar os usos por meio de exemplos práticos!

1) Sky: comunicação personalizada, ampliando a proximidade com clientes já existentes

A Sky, líder em serviço de TV por assinatura no Brasil, encontrou uma forma interessante de conciliar as particularidades de seu negócio às funcionalidades do Big Data Analytics. A empresa desenvolveu em seu site o serviço “Sky Tips”, por meio do qual os assinantes visualizarão, ao navegar no site, dicas de programação, fornecidas em linha com as preferências de cada usuário. Se, por exemplo, 5 usuários se logarem seqüencialmente no mesmo portal, perceberão que as dicas de séries, filmes, desenhos e documentários são diferentes e, quase sempre, se adequam ao gosto de cada um dos assinantes. Como é feito essa “mágica”? O entendimento de Big Data Analytics nos ajudar a compreender.

Um sistema de alta capacidade de agregação e processamento de dados é integrado à plataforma da operadora de TV. Os assinantes são incentivados a se logarem, para ter acesso ao conteúdo do portal, obter segunda via de contas, participarem de promoções e fazerem uso de outros recursos. Uma vez identificado, todos os movimentos do cliente no site são monitorados e registrados por sistemas de Big Data Analytics, os quais irão “montar” um perfil de usuário, com seus possíveis gostos e preferências de programação. O sistema cruza os dados de perfil com a programação disponível e… pronto! Em poucos segundos, as sugestões personalizadas de filmes, séries, desenhos e eventos esportivos são mostradas na tela! Uma maneira criativa de trabalhar a publicidade do próprio conteúdo veiculado pela empresa.

2) Mastercard: segmentação de anúncios em redes sociais

A Mastercard recebe, em média, comentários de 40 milhões de pessoas, todos os meses, nas redes sociais. O mapeamento minucioso das interlocuções realizadas em sites como Facebook, Twitter e Instagram, aliado a um monitoramento online que permita à empresa segmentar seus anúncios (e gerenciar em tempo real as emoções dos clientes em relação à marca) é um dos segredos do crescimento da empresa acima do percentual da concorrência.

Criar insights e estimular o engajamento (não uma simples contemplação passiva, que não desperte reações efetivas) estão entre os outros objetivos publicitários da empresa por meio do Big Data Analytics. Aproveitando, confira aqui as 7 razões para tornar as redes sociais mais eficientes ao seu negócios!

3) Apple: melhor conhecimento de seu cliente e evolução na imagem de seus produtos

A empresa da maçã mais famosa do mundo sempre deu uma aula ao mundo de como usar a mineração de dados para tornar seus produtos e mensagens publicitárias mais assertivas aos seus clientes. Todos os seus mais de 700 milhões de iPhones, espalhados pelos 4 cantos do planeta, são usados para captar informações (com o consentimento de seus usuários) a fim de melhorar os produtos, bem como a forma de apresentá-lo em futuras campanhas publicitárias. Conhecer profundamente a psique de seus consumidores, suas inclinações, humores, conceitos de belo, utilidade e o que lhes é importante, é o grande foco da Apple no trabalho com Analytics.

4) McDonald’s: ideias inovadoras para elaboração de peças publicitárias que estimulem a vinda de novos clientes à rede

Mais uma vez estamos falando em Social Big Data, ferramenta essencial de auxílio no trabalho de brainstorm. A coleta de dados não estruturados, como fotos, localização, gênero, faixa etária e assuntos mais discutidos do momento em redes sociais são campos férteis para a criação de campanhas e outras ações que estimulem a conversão de prospects em novos clientes. A rede de lanchonetes mais famosa do mudo usa e abusa desse recurso, sempre com muito sucesso!

Alguma dúvida do poder do Big Data Analytics no cotidiano dos departamentos ou agências de publicidade? Caso ainda não saiba como aplicar esses recursos no contexto de sua empresa, deixe uma mensagem! Ah, e lembre-se de compartilhar nosso blog nas redes sociais, ok?