Big Data Cases Dicas

Big Data e a personalização de serviços para empresas

0

O uso de dados nos negócios não é mais tendência, é obrigação de qualquer empresa que queira sobreviver em meio à competitividade voraz do mercado atual! De acordo com um levantamento feito em 2014 pelo IDC, as tecnologias em Big Data devem movimentar, até 2018, cerca de US$ 41,8 bilhões, o que representa uma taxa de crescimento composto anual na faixa de 26,4% (percentual 6 vezes maior do que a previsão de crescimento da TI como um todo, no mesmo período!). Esse indicativo deixa evidente que já foi dado o start para a “corrida do ouro” em torno do uso da Ciência de Dados para fortalecimento das empresas no mercado.

Hoje você vai entender porque seu negócio não pode ficar alheio a esse tipo de solução inteligente e, sobretudo, correr o risco de um concorrente implantar estratégias como essas antes de você!

Big Data: imprescindível a um gestor como um telescópio é a um astrônomo

Como seria a análise dos fenômenos espaciais sem instrumentos que estendessem a capacidade de visão dos olhos humanos para observar e estudar objetos aparentemente intangíveis? É exatamente dessa maneira que uma estratégia apoiada em Big Data Analytics atua. Uma poderosa solução que mescla processadores de alta performance com técnicas avançadas de estatística, análise combinatória e até conceitos das áreas de psicologia e ciências sociais para transformar montanhas de dados de origens distintas em informações poderosas. São esses insights que serão capazes de ampliar a visão do gestor para que ele possa enxergar o que está oculto nas entrelinhas do budget e das planilhas de dados de mercado. Como o telescópio refrator para um especialista em corpos celestes.

Benefícios do Big Data Analytics em uma empresa na prática

Onde não há telescópios refratores e lunetas, não há astronomia. Da mesma forma, em plena era da Inteligência Artificial, onde não houver gestão de dados eficiente, dificilmente haverá uma empresa de sucesso. Confira alguns exemplos do tsunami de performance que uma solução em data mining pode oferecer:

Anhanguera Educacional

A fusão da Kroton Educacional com as Faculdades Anhanguera formou o maior grupo educacional do país, com mais de 1 milhão de alunos e faturamento de R$ 4,7 bilhões em 2014. Boa parte do sucesso da Anhanguera Educacional advém do uso da tecnologia em favor do processo de aprendizado (como em seus cursos a distância, por exemplo), mas o uso do Big Data para conhecimento mais aprofundado de seus alunos e para o oferecimento de auxílios ou serviços exclusivos é, sem dúvida, a grande sacada da instituição!

A Anhanguera é pioneira no uso de Ciência de Dados em seus processos administrativos, financeiros e educacionais. A empresa coleta dados até nas ferramentas de busca digitadas nos computadores da faculdade. O objetivo é analisar minuciosamente o perfil de cada aluno, identificando com antecedência, por exemplo, eventuais dificuldades financeiras ou fragilidades acadêmicas que podem subsidiar a criação de disciplinas de reforço ou programas de bolsas de estudo.

Porto Seguro

Outro grande player do mercado, dessa vez do ramo securitário, também está saindo na frente por apostar no uso do data mining para amplificação de sua presença no mercado. Mesmo em um momento de crise, a Porto Seguro vem conseguindo apresentar bons resultados e a razão está no poder de captação de novos segurados por meio das personalizações geradas pela análise de dados. Vamos a mais interessante delas:

A empresa implementou uma ação para atrair jovens condutores, da faixa dos 18 a 24 anos (perfil com imensa dificuldade de contratar uma seguradora), que possuam baixo potencial de sinistralidade. A empresa oferece, de cara, 30% de desconto na primeira apólice e abre ainda a chance de seus jovens segurados obterem outros 30% na renovação. Mediante, é claro, uma série de condições.

A empresa instala no veículo inúmeros instrumentos de telemetria, que vão monitorar dados de velocidade, horários e locais de circulação, por exemplo. Se a seguradora verificar que o cliente está circulando ao menos 95% do tempo da semana em velocidade igual ou menor que 90 km/h e, no máximo, 5% do tempo semanal no período entre 0h30 e 5h30, o segurado ganha 30% de desconto na renovação do seguro. A empresa, dessa forma, mata 2 coelhos com um só golpe: atrai novos clientes e reduz potencial de sinistros de sua carteira. Coitada da concorrência, não?

OKCupid

Big Data não tem limites, nem distingue modalidade de negócio. Este case é um pouco inusitado, mas também de muito sucesso. Sites de relacionamento existem aos milhares e, desde a época das salas de bate-papo, plataformas que se propõem a resolver os problemas de solidão típicos do mundo moderno surgem diariamente na web. Mas a OkCupid, rede social norte-americana de relacionamentos, foi além do cruzamento básico de perfis e organizou um back-end integrado com poderosas soluções em análises de grandes dados.

Por meio do preenchimento de uma extensa ficha cadastral (um verdadeiro “confessionário virtual”), inicia-se um minucioso trabalho estatístico e psicossocial, de forma eletrônica e encabeçada por especialistas em relacionamentos, cruzando milhões de dados de milhares de pessoas, o que resulta em combinações potencialmente bem-sucedidas. Os resultados, segundo a própria empresa, têm sido muito superiores aos de outros sites do gênero, já que a análise feita tem caráter muito mais científico e psicológico do que a simples equiparação de perfis feita normalmente em sites desse segmento. Exemplo interessante de como customizar serviços e se aproximar de seus clientes.

Depois da leitura desses exemplos, não resta dúvida de que a gestão de dados com excelência é uma espécie de petróleo para o mundo corporativo do século XXI. Caso você ainda não tenha levado ao seu CEO a necessidade de trabalhar com Inteligência Artificial para conquistar mercado, deixe-nos um comentário e lhe daremos um norte sobre como começar esse processo de implementação.

Ah, você quer saber ainda mais sobre o assunto? Então, descubra agora como o Big Data pode ser usado para conhecer seus clientes e, na sequência, como Big Data ajuda a alinhar o que a empresa oferta com a expectativa do consumidor!

Baixe_aqui_seu_Ebook