Análise e Discussão Big Data Cases

Case: Nissan e a otimização da experiência do cliente com Big Data

big-data-hekima-connected-cars
2

A indústria automobilística tem buscado soluções de Big Data para enfrentar um número crescente de desafios e pressões (custos, concorrência, globalização, mudanças de mercado etc.) em todo o mundo.

Neste artigo você entenderá como as tecnologias ligadas a Data Science estão mudando o setor automobilístico em um ritmo acelerado e conhecerá o case de sucesso da Nissan, que otimizou a experiência do cliente com essa tecnologia.

Acompanhe!

Big Data e a indústria automobilística: uma questão de competitividade

Grande investidora em soluções tecnológicas, a indústria automobilística global já percebeu que a conectividade pode lhe ser muito útil para aprender mais sobre as tendências, exigências e preferências dos consumidores. E isso vai além da quantidade exponencial de dados potencialmente disponíveis a partir de carros conectados, pois uma quantidade imensa de informações pode ser recolhida e analisada ​​de forma eficiente em todas as áreas da indústria automotiva (serviços pós-venda, controle de qualidade, pesquisa e desenvolvimento etc.).

Um dos campos que, de acordo com o Gartner, vem sendo foco de várias indústrias com forte investimento da automobilística, é a melhoria da experiência do cliente a partir da utilização de soluções em Big Data.

A partir de dados recolhidos ao longo do ciclo de vida dos veículos, os fabricantes estão usando Big Data para moldar futuros projetos de veículos. Cada parte dos automóveis pode ser ajustada e melhorado com as informações obtidas dos dados coletados, o que está influenciando as ações de segurança, aerodinâmica, performance, algoritmos de alimentação e outros elementos fundamentais.

O case Nissan: plataforma digital consistente para usuários internos e clientes

Desde 1991, quando a Nissan e a Renault se uniram, as duas companhias buscam formas de integrar suas operações, principalmente no que diz respeito à Tecnologia da Informação (TI). Em 2014, as direções das duas companhias viram na melhoria da experiência do consumidor uma forma de estimular essa integração interna e, ao mesmo tempo, potencializar as vendas.

Desde então, as equipes das montadoras trabalharam para entregar à comunidade interna ferramentas que potencializassem a colaboração e a rapidez das entregas, ao mesmo tempo em que agiram para diminuir a necessidade do cliente fazer muitas visitas às concessionárias antes de fechar negócio.

Como ouvir milhares de vozes no mundo digital?

De acordo com o portal Business Cloud News, a Nissan tem trabalhado para entender melhor seus públicos internos e externos a partir de uma grande quantidade de dados coletados em redes sociais. A empresa também recolhe uma riqueza de dados em seus sistemas de gestão da cadeia de abastecimento, sobre o estágio de cada veículo durante o seu ciclo de produção, quando cada elemento incluindo o veículo final está para ser entregue etc. E usa essas informações para trabalhar na melhoria da qualidade de sua cadeia de fornecimento e também na assertividade dos produtos finais.

Outro ponto importante em que Big Data tem sido utilizado pela Nissan é quanto à análise de padrões de reclamações dos clientes quando há algum problema. Ao identificar dados que demonstrem a repetitividade de eventos que levam os clientes a irem até as concessionárias para fazer reparos, a companhia tem trabalhado de forma preventiva para se antecipar às necessidades de seus clientes e, assim, também melhorar a experiência da equipe interna.


Você também pode se interessar por: Conheça as inovações que Big Data Analytics está trazendo para o varejo


Ainda há dúvidas de que as potencialidades das tecnologias de Big Data Analytics estão sendo exploradas ao máximo pela montadora? Conhece outros cases de sucesso que relacionem Big Data à indústria automobilística? Vamos conversar nos comentários!

Receba artigos como esse em primeira mão: Assine agora nossa newsletter!

 

Baixe_aqui_seu_Ebook (7)