Análise e Discussão Big Data

Como Big Data contribui para um mundo melhor

Como o Big Data contribui para um mundo melhor
0

E se utilizarmos Big Data como uma forma de evoluirmos e tornarmos o mundo um lugar mais bacana de se viver, favorecendo diretamente a nossa vida e a dos outros?

Todos os dias deixamos pistas virtuais de como tornar as pessoas, ou as cidades, mais felizes. É só prestar atenção nas possibilidades. Entenda isso melhor com o nosso artigo.

Big Data para entender as pessoas

Vikram Pandit, ex-CEO do Citigroup, acredita que por meio dos dados é possível enxergar o que impulsiona a vida das pessoas. Melhor: é possível entender a causa de certos comportamentos e isso é para ele o “Santo Graal da análise de dados, uma arte”.

Considere o quanto é poderoso entender, a partir dos dados, o que leva alguém a odiar ou a amar. A partir de soluções analíticas de Big Data para o processamento das referências que deixamos em todos os lugares (de consumo, de preferências culturais, de reclamações ou de elogios), pode-se, por exemplo, ajudar a Psicologia ou as Ciências Sociais a traçarem padrões de conduta ou modos de agir parecidos.

Ainda para Pandit, o foco das estratégias de Big Data Analytics sempre foi o entendimento do ser humano para qualquer fim. E não se trata aqui de transformar pessoas irracionais em racionais; o uso de Big Data, por si só, não tem esse poder. O que ele sugere é que as informações colhidas sirvam para, além de compreender os indivíduos, criar “as ‘cotoveladas’ certas e o tipo correto de incentivo para levar as pessoas a atitudes mais ajustadas”.

Reconstruir a memória

Já vimos aqui no blog que o chinês Baidu, terceiro maior motor de busca do mundo, fez uma força-tarefa online após o terremoto que atingiu o Nepal em abril e maio de 2015. O buscador está reunindo, num grande banco de dados, imagens dos templos e monumentos para reconstruí-los digitalmente.

As fotos são enviadas por aqueles que já visitaram o país e querem ajudar na restauração virtual das relíquias culturais. Aqui cabe colaboração, solidariedade e… Big Data. Dessa forma, com certeza, see you again, Kathmandu! Ainda no início da campanha, em maio, 31 mil fotos já tinham sido carregadas e começavam a ajudar a montar essa colcha de retalhos da memória do Nepal.

Achando o melhor caminho

Outro problema que também afeta diretamente a vida das pessoas nas metrópoles, os congestionamentos tiram a calma e o bom senso dos motoristas. Contudo, o uso de Big Data também pode ajudar a atenuar esta grande preocupação. Já existem sistemas de monitoramento de tráfego alimentados por dados em cidades inteligentes, que melhoram a infraestrutura do trânsito e do serviço de transporte público.

Por um mundo melhor e conectado

A energia que pode ser liberada nas pessoas e nas empresas por meio de soluções de Big Data Analytics é incalculável. Empresas estão aprendendo mais sobre o comportamento de seus clientes, a indústria está otimizando a produção a partir de informações, a educação usa dados para melhorar o ensino, a saúde usa o cruzamento de elementos para realizar análises que busquem a cura do câncer. Todos usam Big Data para um mundo melhor. Não se trata só de business.

Para Murthy Mathiprakasam, gerente de produto da empresa Informatica, trata-se de conectar o mundo, tornando-o mais inteligente, mais personalizado – e isso não quer dizer que ele se torne mais individual, pelo contrário: a informação é democrática e é de todos.

E você, como acha que o Big Data pode contribuir para a melhoria do mundo e das pessoas? Compartilhe conosco seus pensamentos sobre o assunto!

Baixe_aqui_seu_Ebook (6)