Cases Dicas Eleições Monitoramento de Redes Sociais

Como se beneficiar das mídias sociais na campanha eleitoral

BLOG - Como-se-beneficiar-das-midias-sociais-na-campanha-eleitoral
0

As campanhas eleitorais possuem data e hora certas para seu início e fim.

Mas o uso crescente da internet pelas pessoas e organizações tornou a corrida eleitoral muito mais dinâmica, exigindo que os candidatos fiquem atentos a tudo que acontece.

Se na Grécia Antiga a ágora era o espaço onde as pessoas se reuniam para manifestar suas opiniões publicamente, no mundo de hoje as redes sociais parecem ter se tornado um dos centros mais relevantes para as discussões relacionadas à política e à nossa sociedade como um todo.

Um dos políticos que apostou no papel central ocupado pelas redes sociais em uma eleição, de forma pioneira, foi Barack Obama. Mas qualquer aspirante a um cargo político pode aprender, por meio da experiência do presidente dos Estados Unidos, como essa ferramenta, aliada a soluções de mineração de dados, pode transformar uma campanha.

1. Obtenha um retrato fiel do eleitor

As campanhas eleitorais sempre tentaram atingir os eleitores em faixas segmentadas. No entanto, essa divisão é muito abrangente, agrupando indivíduos por faixa etária, gênero ou classe social.

O uso da mineração de dados pela equipe de Obama permitiu o conhecimento de uma pessoa qualquer com uma grande riqueza de detalhes, a partir do levantamento de informações divulgadas em redes sociais, incluindo assuntos de seu interesse, organizações que apoia, como seu núcleo familiar é formado, se votou em eleições anteriores ou se costuma apoiar campanhas de políticos.

Esse conhecimento traz oportunidades únicas para que a campanha faça comunicados voltados para perfis mais segmentados de público, aumentando a relevância das ações e, consequentemente, suas chances de sucesso. Afinal, os eleitores não são uma massa única, mas sim pessoas reais que possuem atitudes e comportamentos singulares.

2. Fale a língua dos eleitores

A mineração de dados também apoiou Obama mostrando um retrato mais ágil e preciso do clima de seus eleitores e dos eleitores de seus rivais em redes sociais.

Isso favorece um posicionamento mais adequado na web por meio da produção de um conteúdo relevante e estimulante a ser compartilhado, usando muitas vezes até o humor como meio de aproximação ao eleitor.

3. Economize recursos utilizando as redes sociais

Ter acesso a informações mais precisas e segmentadas sobre os eleitores ajuda o candidato a alcançá-los de forma mais refinada, evitando gastos excessivos na grande mídia.

Ainda que a maior parte dos recursos da campanha de Obama tenha sido direcionada para a televisão, um dos pontos-chave de seu esforço de divulgação foram as ações nas redes sociais. Os dados sociais foram uma fonte complementar e ao mesmo tempo indispensável na campanha, uma vez que engajaram outros públicos que se informam mais no meio online do que pela tv.

Dessa forma, em vez de usar todo o recurso financeiro em anúncios na tv, que estão entre os formatos de marketing mais caros, é possível reduzir custos aplicando estratégias nas redes sociais.

4. Adapte-se rapidamente

O uso das ferramentas adequadas de mineração de dados durante a corrida eleitoral permite que os candidatos tenham acesso em tempo real ao sentimento de seus eleitores nas redes sociais e monitorem seus concorrentes.

Assim como na campanha de Obama, isso permite que a equipe faça testes para descobrir que temas despertam maior interesse dos internautas, além de alimentar as equipes de campo com informações atualizadas sobre os resultados das ações conduzidas por elas ou pelo escritório central.

Complementando o tradicional

Não é raro que profissionais e organizações tentem vender algumas soluções como a única receita para o sucesso em uma campanha.

No entanto, outra iniciativa de sucesso de Obama foi comprovar que, mesmo com altos investimentos em mídias tradicionais, as redes sociais e as informações obtidas a partir da mineração de dados podem tornar as iniciativas muito mais assertivas e trazer resultados surpreendentes de forma complementar ao que já é feito.

As campanhas eleitorais oferecem um tempo curto para que os candidatos possam pensar, planejar e desenvolver suas ações. Nesse cenário, as ferramentas que contribuem para o levantamento, armazenamento e análise de grandes volumes de informação, obtidos nos espaços onde os eleitores mais interagem, se tornam um grande diferencial.

E você? Já pensou em utilizar a mineração de dados nas redes sociais para otimizar a campanha eleitoral? Deixe sua opinião nos comentários!

Baixe_aqui_seu_Ebook_5