Dicas Monitoramento de Redes Sociais

Previsões e tendências na área de mídias sociais para 2015

Blog---imagem-destacada
0

Ficar de olho no que está rolando no mercado é um bom termômetro para saber o que será tendência nos próximos anos. A apenas um trimestre de 2015, já é possível fazer algumas previsões a respeito das ferramentas e ações mais promissoras na área de mídias sociais para o ano que vem.

Criar engajamento e aumentar o alcance das mensagens continuará sendo um dos grandes desafios dos profissionais de marketing. Para ajudá-los nesta tarefa, uma estratégia é apostar em canais voltados ao compartilhamento de imagens e vídeos e em conteúdo com foco no mobile. Conheça com detalhes as tendências mais fortes para 2015.

 

intertitulo_01

As constantes alterações nos algoritmos das redes sociais têm mudado as regras do jogo em relação ao engajamento do conteúdo e das campanhas. Estas interferências no alcance orgânico já podem ser sentidas no Facebook e no LinkedIn e, para conseguir bons resultados, é preciso pagar.

Quem investiu na presença digital da sua marca em outros canais além dos já consagrados tem como alternativa fazer um bom planejamento focado na convergência dessas mídias para criar ações relevantes e novas para o consumidor.

 

intertitulo_02

Os consumidores estarão cada vez mais ligados à acessibilidade rápida e às funcionalidades do mobile. Em 2015, 83% dos acessos à internet serão feitos por meio de dispositivos móveis, de acordo com estudo da eMarketer.

Logo, as marcas deverão dar atenção a alguns detalhes na hora de produzir conteúdo e trabalhar seus canais digitais: desenvolver aplicativos fáceis de usar e que agreguem valor à mobilidade, criando formatos responsivos e pensando em conteúdos que sejam mais adequados e atrativos em smartphones e tablets.

 

intertitulo_03

A onda de compartilhar fotos e todos os tipos de imagens realmente pegou, principalmente entre o público mais jovem. Segundo o último relatório da comScore, o Instagram é a segunda rede social mais usada por pessoas entre 18 a 34 anos, com 43,1%, enquanto que o Snapchat vem em terceiro, com 32,9%.

Isso porque cada vez mais este público quer consumir, produzir e publicar informação de forma rápida, bastando um simples clique. Aposte em conteúdo reduzido, como as fotos publicadas no Instagram ou nos boards do Pinterest, ou mesmo em vídeos curtos, como os do Vine, que comunicam de forma eficiente e impulsionam ainda mais a audiência.

 

intertitulo_04

Fato consolidado: as pessoas querem conteúdo de qualidade. Apesar de as redes visuais serem de forte tendência, muitos consumidores ainda buscam informação mais rica e precisa, que aprofunde a solução de um problema, que compare dados e ofereça dicas de uso.

Dessa forma, redatores especializados nas plataformas digitais serão cada vez mais procurados e valorizados. Só assim será possível oferecer conteúdo, informação e qualidade em diferentes formatos.

 

intertitulo_05

Quando o assunto é público-alvo, o que se faz hoje é criar e adaptar diferentes formatos de conteúdo para os canais fragmentados, on e offline. Esta continua sendo a coisa certa a se fazer, porém, nos próximos anos a fragmentação será ainda maior.

Uma das principais mudanças para 2015 será voltar ao básico e reavaliar o público-alvo, determinar o que funciona e o que não funciona, priorizar e ser inteligente sobre a alocação de recursos e investimentos. Para isso, é preciso segmentar o target em pequenos grupos, criando personas que definam um modelo de consumidor específico, para que o conteúdo seja adequado a este perfil e, dessa forma, mais certeiro. Depois é só analisar os dados, que também serão ainda mais segmentados. Além de construir estratégias personalizadas, você criará ações mais rentáveis e mais fáceis de medir o retorno sobre o investimento (ROI).

 

intertitulo_06

Entre os usuários brasileiros, o YouTube é a segunda rede social mais acessada, de acordo com o ranking elaborado pelo Serasa Experian. Nos Estados Unidos, a audiência é tão grande que bate qualquer rede de TV a cabo.

Apostar nesta plataforma é essencial não apenas pelo número de pessoas ligadas ao YouTube, mas porque a ferramenta possibilita maior alcance aliado à construção da identidade das marcas e o desenvolvimento de campanhas virais, que tanto fazem sucesso nas redes.

 

Agora que você conheceu nossas dicas, já pode dar início ao planejamento de marketing digital da sua marca. Quer dividir mais alguma tendência com a gente? Então deixe um comentário aqui no blog.