Como utilizar Big Data para solucionar crises e reagir a desastres?

Lançado em 2002, o filme Minority Report mostrava um futuro não muito distante onde policiais eram capazes de prever alguns crimes e impedir que eles acontecessem. Hoje, mais de 13 anos após o lançamento do longa, várias das tecnologias apresentadas naquela produção, como o uso de Big Data para prever e reagir a desastres, já não parecem itens de ficção-científica.

Mas como isso acontece? De que maneira a tecnologia tem agido para ajudar a sociedade até em momentos mais complicados?

Confira alguns casos que mostram na prática como utilizar Big Data para solucionar crises e reagir a desastres:

200
1

Produção de conteúdo personalizado: a adaptação das redes sociais

As redes sociais surgem de um dia para o outro, viralizam-se freneticamente por todas as partes do mundo e são relegadas ao desuso, dando espaço a alguma nova mídia social, dotada de algum recurso mais interativo ou uma interface gráfica mais atualizada com os novos anseios sociais (o Orkut lhe diz algo?). E tudo isso com a mesma velocidade meteórica com a qual as informações são disseminadas no mundo das redes.

A instantaneidade da vida moderna exige olhos atentos às inovações e possibilidade de incorporação de recursos que tornem a experiência do usuário cada vez mais intensa e próxima da realidade. E, nesse quesito, a bola da vez é a produção de conteúdo personalizado através do monitoramento de redes sociais.

60
1

Big Data Facts

Desafiados pela missão de democratizar o conceito de Big Data e explicar para mais pessoas os benefícios do trabalho de inteligência baseada em dados, foi criada a série de posts Big Data Facts.

Periodicamente compartilhamos no Facebook, na fanpage da Hekima, imagens que ilustrem o tema ou curiosidades sobre o assunto.

Veja abaixo os posts que já foram feitos dentro da série #BigDataFacts e siga nossa fanpage para acompanhar os novos conteúdos.

73
3

Big Data pode prejudicar a privacidade das pessoas?

Big Data criou uma verdadeira revolução na gestão empresarial. Levou empresas de todos os portes a uma nova dimensão em análise de dados, brindando com maior poder competitivo aquelas que se lançaram nessas novas tecnologias de mineração de dados na web, em ERPs, CRMs e demais fontes.

Os tradicionais recursos analíticos que subsidiavam as tomadas de decisões estratégicas receberam o incremento de poderosas soluções automatizadas, que entrecruzam dados e geram indicativos de alto potencial para o negócio. Todo esse movimento de agregação de informação pulverizada no ambiente corporativo (e posterior análise para geração de direcionamentos) explica por que o Big Data tende a crescer 6 vezes mais do que o setor de TI em 2018.

135
6