Análise e Discussão Big Data Cases Dicas

3 motivos para você prestar mais atenção em Big Data

0

A forma de converter Big Data em vantagem competitiva real costuma ser pouco tratada em artigos especializados.

Neste artigo, porém, você vai entender porque Big Data Analytics é a saída para empreendedores que buscam conciliar criatividade e inovação para aumentar sua competitividade.

Esse apagamento de Big Data no mundo dos artigos acadêmicos é fácil de ser entendido:

  1. Primeiro, por se tratar de uma tecnologia absolutamente nova – foi nos últimos 5 anos que o termo ganhou força no universo corporativo, escapando do ambiente acadêmico e indo diretamente para as reuniões estratégicas dos gigantes do mercado.
  2. Segundo, porque as empresas pioneiras no trato com o Hadoop e tecnologias relacionadas não divulgam a forma de uso do conceito com receio de perder a diferenciação no mercado.

Percebendo essa “névoa” advinda da ausência de divulgação do que é, de fato, Big Data e de como extrair benefícios dele, nossa equipe de especialistas desenhou, nas linhas abaixo, 3 motivos para você prestar mais atenção nessa tecnologia e compreender o altíssimo ROI que a implementação da análise de grandes dados pode gerar ao seu negócio ou à empresa em que você atua.

Parafraseando Peter Drucker, “defender o ontem, isto é, não inovar, é mais arriscado do que fazer o amanhã” – razão sólida o suficiente para você conferir na íntegra o post de hoje!

Um rápido conceito sobre Big Data

Big Data é uma definição ligada ao imenso volume de dados que circunda a sociedade moderna; dados que, exatamente por serem extremamente amplos, necessitam de ferramentas da tecnologia da informação capazes de coletá-los, agregá-los e processá-los, de modo a transformar “toneladas de bytes” em informações essenciais a todos os setores da sociedade. Em especial às empresas, que precisam compreender e dar respostas rápidas às mudanças de mercado.

Agora que já estamos na mesma página sobre a definição dessa avalanche de dados, vamos a três das infinitas razões pelas quais você PRECISA prestar atenção em Big Data:

1. Monitore suas mídias sociais para identificar a percepção da sua marca

Esse é um dos principais usos da análise de imensos volumes de dados, e muitas grandes empresas podem ser usadas como exemplos de cases de sucesso com relação a esse assunto. Podemos citar rapidamente o Walmart, que usou a solução para remodelar todos os seus processos internos, identificando falhas em sua cadeia logística e na gestão de estoque, o que resultou em menor tempo de entrega e economia de custos.

Mas, o Walmart decidiu ir além na aplicação de Big Data Analytics. Por meio de uma empresa especialista em coleta, integração, processamento e análise quantitativa de Big Data foi possível (com o monitoramento de redes sociais) entender a ideia que seus consumidores tinham sobre a marca. Falhas no atendimento, reclamações sobre procedimentos de entrega, percepção do cliente Walmart em relação à concorrência, todo esse diagnóstico completo possibilitou à empresa traçar novas estratégias de marketing e revolucionar a maneira de tratar sua clientela.

2. Teste as suas ideias e descubra se elas são, de fato, eficientes

Para saber se uma ideia é realmente funcional, ou seja, se o seu projeto de fato contempla a necessidade de mercado, é necessário colocá-lo à prova (o que, em geral, custa muito tempo e dinheiro).

Quem tem ao seu lado uma solução de Big Data (Social Big Data, para ser mais preciso) minimiza os riscos do negócio, à medida que a análise de dados em mídias sociais, motores de busca, entre outros, é capaz de antever reações de mercado, bem como se o preço de seu produto está adequado ao seu target e se seu processo produtivo é eficiente o bastante para garantir seu sucesso.

É possível também testar suas ideias antes de lançá-las integralmente ao mercado, o que significa redução significativa de custos em seu projeto.

3. Tenha uma visão melhor sobre o seu consumidor

Com relação a esse ponto, vamos explicá-lo melhor usando um exemplo. A Southern States é uma gigante do setor agrícola norte-americano, mas que atuava distante de seus consumidores finais e, assim, não conseguia diagnosticar corretamente quais os produtos que mais acrescentavam ao faturamento da empresa (por região). O grande desafio do negócio era gerenciar um imenso portfólio espalhado por 1,2 mil pontos de vendas, distribuídos por 300 mil regiões agrícolas em 23 estados.

A solução foi implementar um minucioso trabalho em Big Data, que permitiu à empresa compreender que alguns produtos geravam prejuízo em diversas áreas, enquanto outros deveriam ser melhor trabalhados, em função de seu potencial de vendas. O resultado? Redução de 63% nos itens oferecidos em seu portfólio, aumento da taxa de resposta do cliente na ordem de 34% e, por fim, crescimento de 24% de margem bruta.

Ficou claro como a aplicação de ferramentas inteligentes de Big Data pode melhorar a visão sobre seu consumidor?

Caso tenha ficado com alguma dúvida ou não sabe como inseri-lo em seu modelo de negócio, entre em contato conosco!

Baixe_aqui_seu_Ebook