Dicas

4 passos para começar a investir em ferramentas de mineração de dados

4 passos comecar investir ferramentas min dados - Blog
0

O Big Data entrou definitivamente na pauta das marcas, especialmente pela atenção que as áreas de marketing e os setores de inteligência têm dado ao grande volume de dados gerados por empresas e público, visto sua importância estratégica para negócios.

Por outro lado, o real uso e manipulação de Big Data é relativamente novo, já que poucos profissionais e empresas sabem como tomar partido dessa nova fonte de informações.

Pensando nisso, preparamos este guia para orientar a sua decisão de começar a investir em Big Data. São 4 passos simples, que lhe darão maior entendimento e o direcionamento necessário para tomar decisões mais operacionais e implementar com agilidade uma ferramenta de mineração de dados na sua empresa.

 

1. Entenda o que é  Big Data

Antes de qualquer coisa, você precisa ter clareza sobre os conceitos relacionados ao Big Data. Com o advento da web 2.0, a grande maioria do conteúdo gerado online é proveniente de pessoas e não mais das marcas, como estávamos acostumados anteriormente. Se antes o usual era um modelo de disseminação de informação por algumas poucas fontes (broadcast), agora todos na internet são capazes de gerar e cocriar conteúdo (crowdsourcing).

Isto implica em um gigantesco volume de conteúdo gerado online pelo bilhões de usuários da rede, através de diversas fontes como sites, blogs, redes sociais, serviços de armazenamento de fotos e vídeos, dados públicos de governo, instant messengers, sinais de GPS, dados de navegação e diversos outros. Este enorme volume de informações disponível online é o que chamamos de Big Data.

Não restam dúvidas de que no meio deste oceano de informações existe muito conteúdo de enorme valor comercial e estratégico. Porém, justamente em razão do volume de dados, a extração, interpretação e a compilação destas informações torna-se uma tarefa complexa, que é cumprida através da utilização de ferramentas adequadas.

 

2. Entenda as necessidades da empresa

Para que uma ferramenta lhe dê boas respostas, você precisa saber fazer boas perguntas. No meio de todo esse emaranhado de informações disponíveis online, quais delas são relevantes para o seu negócio e de que maneira?

Estas definições são bastante estratégicas. Você deve procurar envolver níveis tão altos na hierarquia da empresa quanto lhe seja possível. Assim, em conjunto, vocês poderão definir onde está o seu público online, que tipo de informações você pode extrair sobre ele no ambiente digital e de que forma essas informações serão utilizadas e aplicadas no dia a dia da empresa, auxiliando no seu direcionamento de atuação.

 

3. Defina processos

Uma vez obtidas estas definições estratégicas, é hora de estruturar processos para sua aplicação operacional.

Você precisa ter definições claras sobre quem será responsável por extrair, filtrar, organizar e estruturar cada tipo de informação e a que setor encaminhar cada uma delas, para melhor aproveitamento daqueles dados e também para que o processo seja fluido, sem perda de tempo com indefinições desnecessárias.

 

4. Escolhendo a ferramenta certa

Se você ficou alarmado com a sequência descrita acima – extração, filtragem, organização e estruturação de dados – esta mensagem é para você: de fato não é uma tarefa trivial, mas a boa notícia é que, seguindo os passos anteriores e utilizando uma ferramenta adequada, este processo pode ser extremamente simplificado e irá funcionar com naturalidade.

Na hora de escolher o serviço que você irá contratar para este fim, tenha cuidado para não subestimar suas necessidades. A maioria das ferramentas de monitoramento não está preparada para ir a fundo no Big Data, realizando um monitoramento mais superficial e sem a análise que um volume tão grande de informações necessita. Sendo assim, escolha uma ferramenta capaz de coletar, processar e analisar um grande volume de dados em um curto espaço de tempo.

 

Seguindo estas dicas é possível identificar como o uso de Big Data pode ser relevante para a sua empresa e como começar a manipular um grande volume de dados a seu favor.

Coloque em ação e conte pra gente como está pensando em usar a mineração de dados de forma estratégica na sua empresa.

Baixe_aqui_seu_Ebook_5

  • Julian

    E quais são essas ferramentas ?
    Já li vários conteúdos de vocês e se fala muito pouco sobre as ferramentas, quais são, como utiliza-las, como se especializar para tirar o melhor proveito dessas tecnologias
    não só vocês, mas como outros sites que falam sobre big data são muito superficiais, só descrevem os conceitos
    gostaria de saber mais sobre a prática, que ferramenta devo utilizar para minerar os dados e gerar análises de big data por exemplo
    Obrigado!

    • Hekima

      Olá, Julian!

      A proposta do Big Data Business é tratar conceitualmente os desafios, oportunidades e aplicabilidades de Big Data Analytics nos mais diversos setores.

      Eventualmente postamos conteúdos com dicas e maior densidade informacional sobre como funcionam os processos de BDA, mas se você busca textos que abordem aspectos realmente técnicos, recomendamos o blog do nosso time de desenvolvimento: developers.hekima.com

      Abraço!