Análise e Discussão Big Data

Análise Preditiva: tudo sobre este pilar de Big Data

Análise Preditiva
2

Se existe uma expressão que aparece muito aqui no Big Data Business e em quase qualquer boa conversa sobre Big Data, essa expressão é “análise preditiva”.

Você ainda não sabe do que se trata? Calma, este post é justamente para explicar o que caracteriza essa análise essencial para uma gestão data-driven.

Prever o futuro é um desejo comum entre as pessoas. Se você fosse capaz de saber com 6 meses de antecedência que uma grande crise econômica iria assolar o seu país, o que faria? Será que você conseguiria criar um plano para prevenir ou diminuir o impacto daquele grande problema? Poderia mudar o rumo da história? Com a ajuda de estratégias de análise preditiva, sua resposta pode ser “sim”.

Nos desculpem o bordão, mas não é magia, é tecnologia! Análise preditiva não é bola de cristal, nem obra da Mãe Dináh, mas sim o trabalho de analisar um cenário específico e traçar possíveis tendências e mudanças capazes de afetar seu planejamento estratégico.

É óbvio que, muitas das vezes, esse tipo de trabalho lida com volumes gigantescos de dados e, por isso, exige o uso de ferramentas de Big Data Analytics para ser executado. Os resultados, no entanto, são inestimáveis: não há nada mais precioso para um bom gestor do que conseguir prever tendências do mercado.

O futuro nunca esteve tão perto

O tema não é novo, mas só recentemente a adoção da análise preditiva como ferramenta de negócio tem ganhado a visibilidade que merece – tudo isso, é claro, graças à crescente evolução tecnológica.

É uma via de mão dupla: as empresas nunca se viram tão expostas ao fator imprevisível como agora, na era digital; ao mesmo tempo, a tecnologia nunca foi tão disponível e precisa na hora de ajudar tomadores de decisão a prever acontecimentos futuros com base no histórico do mercado.

Com o avanço de tecnologias que possibilitam uma mineração de dados eficiente, a análise preditiva conta com cada vez mais segurança e consolidação para descobrir padrões e avaliar a probabilidade de um resultado ou acontecimento futuro, diferentemente da simples análise descritiva de dados, que apenas mede e apresenta resultados passados.


Leia também: Tipos de análise de Big Data: você conhece todos os 4?


A estratégia

Ok, já sabemos que a análise preditiva é capaz de traçar possíveis comportamentos mercadológicos no futuro e que tudo isso parte da análise de dados, estruturados ou não e disponíveis interna ou externamente ao ambiente da sua empresa. Contudo, como a “mágica” acontece? Com Big Data Analytics!

Somente com soluções inteligentes e com alta capacidade de processamento, é possível traduzir séries históricas de dados em insights valiosos para o futuro do seu mercado. Com a ajuda de algoritmos complexos, aprendizado de máquina e recursos de inteligência artifical, qualquer gestor consegue encontrar padrões recorrentes em sequências do passado e (re)definir os próximos passos de sua organização.

Ainda não entendeu como isso acontece na prática?

Um exemplo prático e bastante didático é o trabalho realizado pela Hekima para o Governo Federal durante a Copa do Mundo. Combinando algorítimos, cientistas de dados e uma equipe multidisciplinar, a empresa foi capaz de analisar a movimentação nas ruas e nas redes sociais para prever quais manifestações ficariam cheias, quais teriam um contexto mais violento e quais seriam pacíficas.

Com esse insumo analítico, todas as ações dos órgãos federais durante o evento deixaram de ser intuitivas. Cada passo era extremamente analítico e as chances de sucesso inimaginavelmente maiores.

Em trabalhos que fazem uso de técnicas de análise preditiva, o intercruzamento de fórmulas matemáticas e estatísticas possibilita a descoberta de padrões ocultos nos dados que especialistas humanos dificilmente enxergariam.

Tirando vantagem com a análise preditiva

O uso da análise preditiva já está revolucionando o modo como interagimos com o nosso ambiente. As empresas que implementam a análise preditiva nas suas estratégias materializam importantes benefícios, com capacidade de análise sobre os indicadores do mercado e previsões de movimentos de todos os seus atores: dos concorrentes aos consumidores.

Esse assunto faz a maior diferença para equipes que têm funções estratégicas. Para se ter ideia do tamanho dessa história, acredita-se que esse tipo de solução movimentará cerca de US$ 3 bilhões até 2017.

Prever, ou melhor, antecipar tendências será o mantra a ser perseguido pelos empresários e seus gestores daqui para frente.

E aí? Já está pensando em que tipo de análise preditiva pode fazer em seu trabalho? Compartilhe conosco nos comentários ou em nossa fanpage no Facebook

Baixe_aqui_seu_Ebook (3)

Related Post